Dicas

5 dicas para promover a integração dos idosos que você não pode perder

integração dos idosos

Você já refletiu sobre a importância da integração dos idosos? Pense por um instante e olhe ao seu redor: quantos indivíduos de idade avançada estão interagindo com a sociedade? Infelizmente, esse número é relativamente baixo e demonstra um problema estrutural em nosso dia a dia — ou seja, o quanto os idosos estão desintegrados do meio em que vivem.

Seja por problemas de saúde (como a mobilidade reduzida ou a perda progressiva de sentidos, como a visão e a audição) ou pela falta de infraestrutura e acessibilidade nas cidades, uma coisa é certa: os idosos participam pouco de interações sociais e tendem, com o tempo, a se isolar. Isso pode gerar problemas sérios de saúde, como a depressão.

Para evitar esse tipo de ocorrência e fazer com que as pessoas mais velhas se apropriem das ruas e tenham mais qualidade de vida, recuperando sua autonomia, é preciso que saibamos quais atividades podem promover essa mudança. A seguir, indicaremos 5 dicas práticas e muito bacanas para ajudar você. Boa leitura!

1. Grupos de apoio

A reunião com pessoas que passam exatamente pelo mesmo que a gente é sempre uma ótima maneira de interagir e trocar experiências, não é mesmo? Nesse contexto, os grupos de apoio despontam como uma ótima alternativa para promover a integração dos idosos e fazer com que o convívio social deles aumente – Aqui em nosso centro auditivo temos o Café Audium, um evento feito especialmente para reunir pessoas com deficiência auditiva, promover a integração e receber dicas dos fonoaudiólogos.

2. Encontros para idosos

Compromissos com outras pessoas também são opções bacanas para garantir a integração. Eles podem ser encontros frequentes ou esporádicos, dependendo da aceitação da pessoa. O importante é ter uma rede de contatos que estimule conversas periódicas e nem sempre esteja relacionada aos grupos de apoio.

3. Atividades físicas

Fazer exercícios faz bem para o corpo e a alma. Atividades na academia, passeios com o cãozinho de estimação ou simplesmente caminhadas pelo parque são algumas alternativas. Além de reduzir o sedentarismo e melhorar o funcionamento metabólico, essas práticas favorecem a interação dos idosos com outras pessoas.

4. Aulas variadas

Quem disse que as pessoas de idade não podem se aprimorar? A chegada da terceira idade é, inclusive, o momento ideal para adquirir novos conhecimentos. Por isso, considere a matrícula em aulas diversificadas (desenho, música ou dança, por exemplo) como uma estratégia para que esses indivíduos possam socializar e distrair a mente enquanto aprendem.

5. Viagens para idosos

O avanço dos anos não pode ser desculpa para não desbravar novos lugares. Durante a terceira idade, as viagens podem ser até mesmo mais benéficas do que na juventude. Passeios em grupo são sempre muito divertidos e representam ótimas oportunidades para as pessoas mais velhas interagirem e fazerem novas amizades.

Como podemos ver, promover a integração dos idosos não é nenhum “bicho de sete cabeças”. E é importante lembrar que o apoio da família no processo é fundamental para que esses indivíduos se sintam mais seguros e confortáveis. Assim, em longo prazo, eles poderão voltar a interagir com o mundo e obter todos os benefícios dessa atitude!

Gostaria de saber mais sobre os impactos da falta de integração na terceira idade? Confira, então, o nosso post sobre a surdez e o isolamento social e saiba como esses problemas se relacionam. Boa leitura!

Dica: Você, ou seu familiar, possui alguma dificuldade auditiva ? Agende uma Demonstração Gratuitamente – Ouvir Melhor é Viver Melhor

Você pode gostar
Deficiente Auditivo tem direito a Aposentadoria
Deficiente auditivo tem direito a aposentadoria? Entenda!
entenda-agora-os-efeitos-da-musica-na-atividade-esportiva.jpeg
Entenda agora os efeitos da música na atividade esportiva

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This