Sobre a audição

Afinal, há relação entre menopausa e perda auditiva? Veja aqui!

menopausa e perda auditiva

O nosso organismo funciona, de certa forma, como uma grande máquina. Em função disso, todos os seus sistemas estão, de alguma maneira, completamente interligados. Assim, algo que afeta um órgão específico pode trazer consequências para estruturas que, à primeira vista, não têm qualquer relação. Um bom exemplo é o que ocorre entre menopausa e perda auditiva.

Não, você não leu errado! As mudanças que ocorrem no corpo das mulheres durante a menopausa podem estar relacionadas com a degeneração auditiva nesse grupo. Por isso, é fundamental conhecer um pouco mais sobre essa relação a fim de compreender melhor como evitar os problemas decorrentes dela.

Não faz a menor ideia de como a menopausa pode impactar a saúde da audição das mulheres? Então, continue a leitura e tire as suas principais dúvidas sobre esse tema tão importante!

O que é, afinal, a menopausa?       

Menopausa é o nome dado ao período logo posterior à ocorrência do último ciclo menstrual de uma mulher. Em outras palavras, ela marca o fim da vida fértil dessa pessoa. De modo geral, esse não é um processo que ocorre do dia para a noite, podendo levar meses para se completar definitivamente.

Para que as menstruações cessem, o corpo feminino passa por uma série de mudanças marcantes durante esse período. Entre elas, podemos citar a queda abrupta na produção de alguns hormônios, como o estrogênio (também conhecido como estrógeno).

Alguns sintomas são bastante comuns durante essa etapa, como a irritabilidade, falta de lubrificação vaginal ou os famosos “calorões”, picos de calor intenso seguidos por calafrios e até mesmo a presença de grandes quantidades de suor frio.

Qual é a relação entre menopausa e perda auditiva?

De acordo com pesquisas conduzidas pelo importante Brigham and Women’s Hospital, de Boston (EUA), há uma relação importante entre a menopausa e a diminuição da capacidade auditiva.

No entanto, ao contrário do que muitos podem pensar, o risco não é decorrente da diminuição da produção hormonal. O que parece estar correlacionado com o problema é justamente a reposição artificial dos hormônios que deixam de ser produzidos pelo organismo. Esses hormônios acabam interrompendo a recepção do estrogênio pelas células ciliadas do ouvido – que são os responsáveis por levar o estímulo ao cérebro.

Os estudos mostram, portanto, que pacientes submetidas a esses procedimentos de reposição têm uma chance 21% maior de apresentar problemas auditivos. Isso, é claro, não deve impedir as mulheres de realizar a reposição. O importante é sempre avaliar caso a caso e conversar com um médico de confiança sobre os prós e contras dessa escolha.

Existem outros fatores também relacionados que podem estar ligados a perda auditiva. As doenças cardiovasculares do período podem alterar o fluxo sanguíneo da região – ocasionando zumbido e até surdez súbita.

Como podemos evitar a perda auditiva?

Evitar a perda auditiva é, algumas vezes, algo quase impossível. Quando há fatores genéticos envolvidos, por exemplos, a perda é algo que acontecerá mais cedo ou mais tarde. Além disso, a redução progressiva da capacidade de escutar é algo natural e, portanto, muito comum durante a terceira idade.

No entanto, é possível evitar a progressão rápida do problema e chegar a uma idade avançada com uma audição bastante satisfatória. Para isso, é importante seguir os passos a seguir:

  • cuidar da saúde em geral;
  • ter uma alimentação saudável;
  • evitar exposição frequente a ruídos intensos;
  • fazer exames de audiometria anualmente;
  • não esquecer dos check-ups anuais de saúde.

Tudo isso pode culminar para uma redução considerável da perda auditiva, fazendo com que você possa ouvir mais e melhor por muito tempo!

Como podemos observar, a relação entre menopausa e perda auditiva é algo bastante sutil, mas que não pode deixar de ser levado em consideração. Por isso, se você está passando por esse período agora ou conhece alguém nesse momento, tome os devidos cuidados com a prevenção desses problemas e mantenha os check-ups sempre em dia!

Você já conhecia essa relação aparentemente tão estranha? Gostaria de tirar alguma dúvida sobre ela? Para isso, basta deixar um comentário e participar da discussão com outros leitores do blog!

Você sabe como está a sua audição? Simule agora online gratuitamente =)

Você pode gostar
Como identificar problemas auditivos
Descubra agora como identificar problemas auditivos!
Causas da Deficiência Auditiva
Você conhece as causas da deficiência auditiva? Saiba mais aqui!

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This