Sobre a audição

Cansaço e indisposição: saiba a relação com os problemas auditivos!

Cansaço, indiposição e a Perda Auditiva

Tem dificuldade de compreender o que dizem a você? Precisa aumentar o volume da TV ou do rádio? Talvez você esteja desenvolvendo algum dos problemas auditivos que existem por aí. Eles atingem todas as faixas etárias, e são muitos os fatores que desencadeiam seu surgimento.

Assim como uma criança pode nascer surda, outras pessoas podem desenvolver o problema devido a doenças, acidentes ou falta de cuidados. Especialistas comentam que existem até três tipos de perda auditiva, e para cada um deles há um tratamento específico.

Mas você sabia que os problemas auditivos podem causar outros problemas, como a fadiga e a indisposição? Para saber a relação entre eles, continue a leitura e entenda melhor!

Do que se trata a fadiga e a indisposição?

Popularmente, chamamos de fadiga aquele cansaço presente no dia a dia. E não é que não possa estar relacionada a isso. Ocorre que, na verdade, a fadiga vai muito além.

A sensação de desgaste, falta de energia e cansaço pode ser atribuída a pelo menos três fatores: estilo de vida, condições de saúde e problemas psicológicos.

A fadiga pode ser causada pelo excesso ou pela falta total de atividade física, por exemplo. O consumo excessivo de bebidas alcoólicas, drogas ou medicamentos, como anti-histamínicos, também pode desencadear o problema. E lógico, fatores como a má alimentação, noites mal dormidas, ansiedade, estresse, depressão e sentimentos de culpa.

Qual a relação da fadiga e indisposição com os problemas auditivos?

Segundo um estudo feito pelo Departamento de Ciência da Audição e da Fala da Universidade de Vanderbilt, nos Estados Unidos, os problemas auditivos podem, sim, causar fadiga severa e indisposição. As pessoas analisadas relataram aumento do cansaço e perda do vigor, o que pode estar relacionado ao esforço feito para ouvir quando se está perdendo a audição. Sem contar a comunicação que muitas vezes tem que ser repetida para que possa ser interpretada por aquele que possui a perda auditiva.

As alterações provenientes dos problemas auditivos

Na realidade, esses sintomas não aparecem somente quando os problemas auditivos são muito graves. Até mesmo a perda de audição leve pode levar ao desenvolvimento da fadiga.

Isso porque a perda da audição mexe com o lado emocional das pessoas. As deficiências físicas se ligam às cognitivas e podem até mesmo mudar a personalidade do indivíduo.

O risco de não procurar logo a ajuda especializada

A perda da audição pode levar ao isolamento social, além de diminuir consideravelmente algumas das atividades do cérebro, como o entendimento da fala e também a memória.

Quanto mais as pessoas demoram a procurar ajuda especializada, maiores são os riscos. Isso porque a fadiga e a indisposição podem acabar se tornando uma depressão profunda.

Uma boa solução: o uso de aparelhos auditivos

O uso de aparelhos auditivos ajuda bastante. Essa iniciativa melhora a qualidade de vida do indivíduo, o que influencia na longevidade das pessoas que trazem algum distúrbio de audição.

Com o uso do aparelho, o esforço para ouvir e compreender o que está sendo dito é muito menor. A participação em grupos familiares e de amigos melhora e, portanto, a vida social será beneficiada.

Se você percebeu algum desses sintomas, é a hora de procurar um otorrinolaringologista e cuidar da sua saúde. Não deixe que os problemas auditivos prejudiquem a sua rotina.

Se as informações deste post foram importantes para você, aproveite para saber um pouco mais sobre a relação da surdez com o isolamento social!

E você ? Conhece, ou possui alguém na família com dificuldade auditivas ? Agende uma Triagem e Faça uma Demonstração Gratuita com Nossas Soluções. Ouvir Melhor é Viver Melhor

Você pode gostar
telefone e dificuldade auditiva
Telefone e dificuldade auditiva: 3 coisas que você precisa saber
O uso de aparelhos auditivos ajuda ou atrapalha na carreira?

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This