Sobre a audição

Conheça os diferentes tipos de surdez

tipos de surdez

A surdez é uma condição que pode ser congênita ou adquirida. No primeiro caso, manifesta-se quando a pessoa nasce ou até mesmo durante a gestação. Já no segundo, pode surgir devido à predisposição genética, ao envelhecimento ou a alguma doença que cause dano ao ouvido, por exemplo.

Geralmente, afeta bastante o indivíduo que se vê nessa situação, prejudicando, inclusive, o convívio social. Contudo, é importante saber que existem vários tipos de surdez, o que pode demandar tratamentos específicos.

Neste texto você vai conhecer diferentes tipos de surdez e vai saber quais são os tratamentos indicados para cada caso. Acompanhe!

Tipos de surdez

A surdez apresenta variações e pode ser classificada como leve, moderada, grave, severa e profunda, de acordo com o nível de comprometimento da capacidade auditiva. Após a identificação do tipo de surdez, é possível que o indivíduo acometido por esse problema faça o tratamento adequado.

Surdez congênita

Como já foi colocado, esse tipo de surdez se apresenta desde o nascimento ou gestação. A causa pode ser genética, mas também pode estar ligada a outros fatores, como doenças da mãe durante a gravidez — rubéola, diabetes e sarampo, por exemplo —, ou ainda uso indevido de medicamentos, infecções ou problemas no parto.

Surdez por idade

Nesse caso, a capacidade auditiva vai diminuindo com o passar dos anos. A surdez por idade costuma afetar os dois ouvidos. Pode ter início por volta dos trinta ou quarenta anos e ir piorando gradativamente. Por esse motivo, várias pessoas não notam o problema. As razões estão ligadas a questões ambientais e genéticas e ao estilo de vida.

Surdez por infecções

Uma infecção no ouvido também pode ocasionar surdez, pois geralmente leva à formação de fluido, o que obstrui o movimento do tímpano e dos ossículos ligados a ele. Esse tipo de perda auditiva costuma ser temporária e desaparece após o tratamento.

Surdez por perfuração do tímpano

A surdez por perfuração do tímpano consiste em uma abertura nessa membrana, que separa o canal auditivo do ouvido médio. A cicatrização pode acontecer em algumas semanas, sem precisar de tratamento ou apenas com o uso de antibióticos. Contudo, em alguns casos, a cirurgia é necessária. A causa mais comum desse problema é a infecção no ouvido, porém o ato de introduzir objetos, como cotonetes, também pode gerar perfuração no tímpano.

Tratamentos

Os tratamentos variam de acordo com cada tipo de surdez. No caso da surdez congênita, recomenda-se procurar orientação de pediatras, fonoaudiólogos e otorrinolaringologistas. Esses profissionais vão indicar os tratamentos mais adequados para que a criança possa se desenvolver da melhor forma possível.

Em relação à surdez por idade, de modo geral, indica-se o uso de aparelhos auditivos. Para a surdez por infecção, podem ser prescritos antibióticos, antialérgicos, descongestionantes ou sprays nasais.

Mascar chicletes e assoprar bexigas, por exemplo, também podem ajudar no tratamento, pois essas ações fazem com que a tuba se abra. Em algumas situações, o médico pode fazer um pequeno furo na membrana do tímpano ou até mesmo indicar uma cirurgia. No caso de surdez por perfuração do tímpano, o tratamento é cirúrgico.

Como existem vários tipos de surdez — gerados por motivos diversos —, é muito importante ter atenção aos sintomas, sendo a diminuição da capacidade auditiva o sinal mais evidente. De qualquer maneira, é preciso ser avaliado por um profissional da área, que vai solicitar os exames necessários para fornecer um diagnóstico preciso.

Agora que você já sabe quais são os diferentes tipos de surdez, complemente sua leitura e conheça algumas doenças que causam surdez!

Você pode gostar
Ouvido e pressão: descubra o que pode estar acontecendo
fonofobia e misofonia
Fonofobia e misofonia: o que é e como cuidar adequadamente?

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This