Dicas

5 dicas para melhorar a qualidade de vida dos pais idosos

Com o passar do tempo, nossa realidade se inverte: em vez de recebermos os cuidados dos nossos pais, nós começamos a cuidar deles. Essa não é uma etapa fácil e exige muita atenção e dedicação. O cenário é de mudança, mas se adaptar a ela pode não ser tão difícil quanto parece. Estamos apenas retribuindo o carinho recebido durante toda a vida.

Para ajudar nessa jornada transformadora, listamos cinco dicas para melhorar a qualidade de vida dos pais idosos e proporcionar momentos mais tranquilos para eles. Confira!

1. Crie uma rede de apoio

Trazer os filhos para mais perto do convívio familiar é um dos principais fatores que garantem a qualidade de vida dos pais idosos. Logo, não é certo que a responsabilidade pelos cuidados recaia sobre um único filho. É preciso que o envolvimento seja estimulado e que todos sejam informados sobre o que acontece com o idoso.

Em alguns casos, pedir ajuda se faz necessário, e isso fica mais fácil quando se sabe que existe essa rede de apoio, pois é essencial saber com quem contar em cada tipo de situação. A rede de apoio também pode englobar as pessoas próximas da família, médicos, profissionais cuidadores, vizinhos e amigos que estejam aptos a assumir o compromisso.

O importante é fazer com que os cuidados sejam rotativos entre todos os envolvidos. Afinal, o principal responsável não deve ficar emocional e fisicamente sobrecarregado.

2. Seja paciente

Independentemente do estado de saúde do idoso, a paciência para com seus cuidados é de suma importância. Lembre-se de que ele quer e precisa ser ouvido, e que as explicações dadas devem ser adequadas para seu entendimento. Desse modo, o idoso não deve saber de informações que lhe causem desconforto ou estresse. Portanto, as palavras precisam ser bem escolhidas para falar com ele.

Por vezes, ele não compreenderá os acontecimentos atuais, seja por ter vivido em outra época ou por apresentar algum tipo de problema relacionado à surdez ou à cognição. Com isso, é necessário evitar discussões acaloradas, ainda que você tenha pensamento diverso ao dele.

3. Mantenha sua moradia como referência

O ideal é que o idoso permaneça vivendo em sua própria residência de costume. Caso algumas adaptações sejam necessárias, estude uma reforma rápida e segura para todos. Seu lar é o local em que ele passou boa parte da vida e fornece referências positivas e afetivas como uma dose a mais de tranquilidade.

Não é interessante fazer com que o idoso passe períodos em casas de filhos diferentes. Visitas, nesse caso, bastam. Quanto mais estabilidade ele sentir, mais qualidade de vida terá.

4. Pesquise sobre a qualidade de vida dos pais idosos

O que você pode fazer para melhorar os dias de seus pais? Reserve um momento da semana, a fim de pesquisar e pensar a respeito disso.

De acordo com as necessidades que o idoso apresentar, verifique o que estaria ao seu alcance para ser feito. Trocar móveis de lugar, adaptar acessos, adquirir equipamentos, complementar a alimentação ou oferecer mais conforto são só alguns exemplos a serem considerados.

5. Faça com que seus pais se sintam úteis

Envelhecer não significa deixar as atividades cotidianas de lado. Quando isso acontece, o idoso pode se sentir desanimado e triste. Por isso, identifique quais tarefas seus pais podem executar sozinhos ou com o mínimo de ajuda, para que se mantenham ativos e se sintam úteis. Esse é um caminho oposto ao da depressão e evidencia que ainda são capazes de realizar diversas coisas.

Esses são apenas alguns elementos a serem colocados em prática para que a qualidade de vida dos pais idosos seja assegurada. Você também deve ficar atento caso eles apresentem problemas de audição, pois, em geral, idosos que não ouvem bem costumam se isolar, ficar deprimidos e apresentar declínio cognitivo. Sendo assim, procure ajudá-los com esse problema. Uma em cada três pessoas com mais de 65 anos possui alguma dificuldade auditiva. Esse número já sobe pela metade com idosos com mais de 80 anos.

Se este post esclareceu suas dúvidas e se você acha que ele pode ajudar ainda mais pessoas, compartilhe-o agora mesmo nas suas redes sociais e forneça também suas dicas.

Você pode gostar
Surdez e o isolamento social: qual é a relação?
entenda como o zumbido afeta o sono
Entenda como o zumbido afeta o sono e saiba o que pode ser feito

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This