Dicas

Entenda como o zumbido afeta o sono e saiba o que pode ser feito

entenda como o zumbido afeta o sono

A insônia está entre os distúrbios do sono mais relatados pelos brasileiros e, muitas vezes, está associada com um problema de audição: o zumbido, um mal que afeta cerca de 28 milhões de pessoas no Brasil.

Esse problema inclui a dificuldade para começar a dormir, para permanecer dormindo e para despertar nas primeiras horas da manhã. 

Problemas no sono trazem prejuízos para a saúde de um indivíduo, visto que a noite é o período em que o organismo recupera os estoques de energia, consolida o aprendizado e a memória e faz a regulação de hormônios.

Quer saber mais sobre como o zumbido afeta o sono e conhecer dicas de tratamentos para amenizar o problema e dormir melhor? Continue a leitura! No post de hoje, separamos todas essas informações. Vamos lá?

Como o zumbido afeta o sono?

O zumbido é um som percebido pelo indivíduo quando não há uma fonte externa que o produza. Os sons percebidos são parecidos com chiados, com o esvoaçar de insetos, com pulsações do coração, com assobios, com a estática ou com barulhos produzidos por chuveiros, panelas de pressão e até por vários comprimidos efervescentes em um copo de água. A intensidade varia de pessoa para pessoa.

Quem sofre com essa alteração no aparelho auditivo escuta sons de maneira persistente e que se intensificam à noite — período em que há redução significativa de barulhos externos —, gerando dificuldades para dormir. Como o ouvido está sempre detectando esses sons, o problema pode gerar grandes sofrimentos e até mesmo comorbidades, como a insônia e a intensificação de um quadro de depressão.

Quais são os sinais e sintomas?

Além dos sons no ouvido, que variam de pessoa para pessoa, o zumbido no ouvido também pode provocar:

  • tontura;
  • suor frio;
  • enjoos;
  • perda auditiva.

O que causa o zumbido?

Esse incômodo indica que algo está errado com o aparelho auditivo e as causas que levam ao problema são as mais variáveis.

Entre elas, estão diabetes, má alimentação, hipertensão arterial, doenças cardiovasculares, disfunções metabólicas, alterações ortopédicas, problemas dentários ou na ATM (articulação têmporo-mandibular), traumas e infecções de ouvido.

Além disso, doenças psicológicas também podem desencadear zumbidos, como o estresse, a ansiedade e a depressão, assim como o processo de envelhecimento fisiológico, visto que as células e os tecidos relacionados ao processo auditivo são danificados com o tempo e podem até perder sua função.

No entanto, a grande causa de zumbido continua sendo a exposição prolongada e repetitiva a sons intensos. Nesse caso, pode-se incluir profissionais que trabalham em locais em que há muitos ruídos, como metalúrgicos e músicos, e até pessoas que ouvem músicas em volume extremamente alto nos fones de ouvido.

Como é feito o diagnóstico?

Mais de 200 fatores diferentes já foram relatados como possíveis causas dos ruídos frequentes e irritantes que atrapalham o sono. Por isso, para fazer o diagnóstico, o médico otorrinolaringologista utiliza o mecanismo de exclusão.

Isso significa o que o profissional vai investigar diversas condições e eliminar as causas incompatíveis até fechar um diagnóstico. O primeiro exame realizado em consultório médico é a audiometria, feita para verificar se o paciente está com perda auditiva.

Na sequência, ele pode pedir alguns exames de sangue para investigar marcadores bioquímicos associados com o surgimento dos zumbidos, como colesterol e glicose.

Uma boa anamnese e uma investigação clínica também são muito importantes para identificar hábitos do paciente que podem causar o problema, como má alimentação, estresse, trabalho em ambientes com excesso de barulhos e uso excessivo de fones de ouvido.

O que pode ser feito para amenizar e prevenir o zumbido?

Existem algumas práticas que podem ser seguidas para minimizar o efeito dos zumbidos e melhorar as suas noites de sono. Confira quais são elas a seguir.

Pratique exercícios físicos

Como mencionamos, o estresse e a ansiedade são algumas das causas do zumbido. Para evitá-los, nada melhor que praticar atividades físicas. A dica é encontrar um exercício que você tenha prazer em realizar. Afinal, os benefícios não serão alcançados plenamente se a atividade se tornar uma obrigação.

Como bônus, movimentar o corpo também diminui os níveis de colesterol, melhora a glicemia e reduz a pressão arterial, o que previne outras causas do aparecimento de zumbidos e ajuda a manter esse problema bem longe.

Evite os sons intensos no dia a dia

A lesão provocada pelos sons intensos é cumulativa, ou seja, quanto mais houver exposição, maior será o dano às células ciliadas do aparelho auditivo. É por esse motivo que pessoas com grau inicial de zumbido devem se manter afastadas de ruídos excessivos e repetitivos para evitar o seu agravamento.

Invista em sons relaxantes na hora de dormir

Dormir tornou-se impossível devido aos barulhos que não cessam? Então, é melhor evitar o silêncio completo para que esses sons não dominem os seus pensamentos. Na hora de dormir, reproduza sons tranquilizantes no quarto — tais como barulho de cachoeiras ou de pássaros —, para que o zumbido seja colocado em segundo plano.

Utilize um aparelho auditivo

Aproximadamente 90% dos casos de zumbido estão associados com a perda auditiva. Por conta disso, um dos planos de tratamento mais conhecidos para o zumbido é o enriquecimento sonoro proporcionado por meio dos aparelhos auditivos.

Ao fornecer sons adicionais nos quais os ouvidos conseguem focar, seu zumbido se torna menos perceptível em longo prazo, o que alivia os incômodos gerados por esse problema e permite que você durma bem novamente.

Como acontece o tratamento?

Somente um especialista poderá indicar o melhor tratamento para cada caso. Por isso, assim que perceber os primeiros sinais de zumbido no ouvido, procure o médico otorrinolaringologista para que ele avalie a sua condição e proponha a melhor estratégia para solucionar o seu problema.

Entre as opções de tratamento, estão correções na dieta, já que a má alimentação é uma das causas de zumbido, a prescrição de vasodilatadores e medicamentos que combatem a ansiedade e a depressão, o acompanhamento psicológico, entre outras terapias.

Como você viu no tópico anterior, o uso de aparelho auditivo é uma ótima alternativa para amenizar o desconforto causado por esse problema. Esses equipamentos foram desenvolvidos para melhorar a percepção dos sons e ajudam a reduzir os zumbidos em pessoas que estão passando por um processo de perda auditiva.

Ao longo deste post, você pôde ver que existem diversos fatores que causam o zumbido, assim como formas diferentes de amenizar o incômodo. No entanto, tratar o problema é fundamental para que a pessoa consiga ter uma noite de sono tranquila e revigorante.

Afinal, o sono não reparador causa problemas de humor, de relacionamento, cansaço e diversos outros prejuízos à saúde, além da tristeza em saber que o problema estará presente no dia seguinte — um verdadeiro círculo vicioso.

Por isso, não deixe de procurar ajuda médica caso esteja sofrendo com o zumbido no ouvido — esse é o melhor caminho para recuperar o seu sono, o seu bem-estar e a sua qualidade de vida.

Você ou um dos seus familiares apresentam algum tipo de dificuldade auditiva? Entre em contato conosco, agende uma triagem e faça uma demonstração gratuita com nossas soluções! Um aparelho auditivo vai ajudar a acabar com os zumbidos.

Você pode gostar
carnaval e excesso de ruído
Festividades, carnaval e excesso de ruído: como proteger a sua audição?
principais problemas de idosos e como tratá-los
Fique por dentro dos principais problemas de idosos e como tratá-los
4 Comentários
  • Antonio Carlos de Assis Maio 26,2019 at 2019-05-26T21:48:23+00:000000002331201905

    Gostei muito do que li sobre como amenizar o problema do zumbido!!! Percebo que está atrapalhando muito minhas noites de sono ultimamente!!!!

    • Audium jun 21,2019 at 2019-06-21T11:58:09+00:000000000930201906

      Oi Antonio – Obrigado pelo elogio – É comum o zumbido se manifestar à noite (silêncio) … 😉 Nós temos uma solução – se você quiser testar gratuitamente – basta se cadastrar no link abaixo: https://www.audiumbrasil.com.br/zumbido/solucao/

  • Luzia abr 24,2019 at 2019-04-24T04:03:32+00:000000003230201904

    Obrigada, já comecei algumas das orientações, agora mesmo as 00:01, coloquei um som da natureza pra amenizar o zumbido e logo mais vou procurar um especialista pois meu trabalho é de exposição direta e constante,call center.

    • Audium jun 21,2019 at 2019-06-21T12:27:57+00:000000005730201906

      Obrigado por compartilhar Luzia – Se quiser testar gratuitamente nossas soluções – basta se cadastrar no link abaixo – http://www.audiumbrasil.com.br/agende

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This