Sobre a audição

Exame de audição: conheça quais são os 2 principais

Os problemas auditivos podem ir se manifestando aos poucos. Contudo, em determinadas situações, se não detectados e tratados a tempo podem gerar danos irreversíveis. Você tem percebido alguma diferença em relação à sua capacidade auditiva ou tem notado que alguém próximo a você está apresentando dificuldades para ouvir? Então, talvez seja o momento de fazer um exame de audição.

Por meio do resultado, o otorrinolaringologista (especialista que trata de complicações relacionadas, também, ao ouvido) será capaz de identificar a causa do problema bem como indicar o tratamento mais adequado para o caso em questão.

Você conhece os 2 principais exames de audição? Não? Então, continue lendo o nosso post e saiba quais são eles.

1. Teste da Orelhinha

A Triagem Auditiva Neonatal, popularmente conhecida como “Teste da Orelhinha” é um exame que deve ser realizado logo nos primeiros dias de vida do bebê. É um procedimento gratuito e obrigatório por Lei, desde o ano de 2010. O teste não causa dor, pois não é invasivo.

O bebê deve estar dormindo. O profissional, no caso, um fonoaudiólogo, coloca um fone (Aparelho de Emissões Otoacústicas Evocadas), que produz estímulos sonoros suaves, na parte externa do ouvido da criança. A resposta auditiva aos impulsos é medida por meio da análise da contração e distensão das células da cóclea, que têm a função de captar os sons.

Se alguma alteração for observada, o bebê deve ser encaminhado ao otorrinolaringologista. Contudo, isso não significa que a criança apresenta algum problema auditivo. É importante lembrar que determinados fatores, como presença excessiva de cerúmen, podem comprometer o resultado do exame de audição.

2. Audiometria

A Audiometria também é um exame indolor, que pode ser realizado tanto em crianças quanto em adultos, normalmente por um fonoaudiólogo ou otorrinolaringologista. Contudo, como é necessário que o paciente participe do processo, pode ser difícil realizá-lo em crianças ainda pequenas e em idosos.

Existem dois tipos de Audiometria: Tonal e Vocal. No primeiro caso, são transmitidos estímulos sonoros em frequências variadas, por meio de um fone ou vibrador. Sempre que percebe um som, o paciente faz um gesto para o profissional. A Audiometria Tonal indica o tipo e o grau de perda auditiva.

No segundo caso, o examinador diz algumas palavras que vão ser ouvidas através de fones e que devem ser repetidas pelo paciente, da maneira como ele as compreender. Por meio da Audiometria Vocal é possível analisar a percepção e o reconhecimento dos sons por parte do examinado.

Agora você já conhece os principais exames de audição e em que situações eles devem ser realizados, já está preparado para ajudar em nossa missão – “que é trazer um mundo onde todos possam ter o prazer de ouvir… “

Além deles, gostaríamos também de destacar o “mapeamento de fala” (teste de verificação). Esse especificamente é um procedimento para aqueles que já são usuários de aparelhos auditivos, não é um exame de audição, mas ajuda muito aqueles que já usam próteses. Veja abaixo!

Mapeamento de Fala

O Mapeamento de Fala é indicado para quem já utiliza algum tipo de aparelho auditivo. O objetivo desse exame é constatar se está havendo a amplificação da fala em todas as frequências, levando-se em consideração o tipo e o grau de perda auditiva do paciente.

O procedimento é realizado da seguinte forma: insere-se uma microssonda no ouvido da pessoa, junto ao aparelho. Após isso, será ouvida a gravação de uma fala. A sonda vai captar o quanto a fala é amplificada no ouvido, gerando um mapa.

É válido deixar claro que o Mapeamento de Fala indica se está havendo uma amplificação da fala de forma que ela possa ser ouvida e, consequentemente, compreendida pela pessoa. Ou seja, analisa-se o desempenho do aparelho e não a capacidade auditiva do indivíduo.

Mesmo que você considere necessário fazer um exame de audição, não se esqueça de que é fundamental consultar um médico, no caso o otorrinolaringologista. Como já foi colocado, ele é o profissional mais indicado, pois identifica possíveis complicações e prescreve tratamentos para problemas ligados ao ouvido, ao nariz e à garganta.

Você, ou seu familiar, possui alguma dificuldade auditiva ? Dê o 1º passo, agende uma visita, venha bater um papo conosco sem compromisso sobre sua saúde auditiva – 0800 011 1000  www.audiumbrasil.com.br/agende

Você pode gostar
surdez infantil
Surdez infantil: Como detectar e quais os tratamentos
Como identificar problemas auditivos
Descubra agora como identificar problemas auditivos!

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This