Aparelhos auditivos

Implante coclear e aparelho auditivo: Entenda melhor as diferenças dessas duas tecnologias

implante coclear

O aparelho auditivo e o implante coclear são dois dispositivos capazes de auxiliar uma pessoa a ouvir. Os tradicionais aparelhos auditivos, normalmente, são recomendados para pessoas com níveis variados de perda auditiva.

Quando já não se tem ganhos com o aparelho auditivo, ou quando existe algum tipo de comprometimento do órgão auditivo, os implantes cocleares são recomendados.

O interessante é que as duas tecnologias podem também atuar em conjunto para garantir uma melhor qualidade de audição. Neste post, explicaremos o que é o implante coclear e as suas vantagens, assim como quais são as diferenças para o aparelho auditivo. Confira!

O que é o implante coclear?

O implante coclear é similar a um aparelho auditivo, mas ele possui uma parte interna que é colocada na orelha do paciente, por meio de uma cirurgia. A parte interna é posicionada dentro da cóclea, sendo formada por um receptor e um conjunto de eletrodos. Dessa forma, os estímulos elétricos são transmitidos diretamente ao nervo auditivo, que envia os sinais para o cérebro.

Já a parte externa é uma espécie de receptor, que funciona como um decodificador. Sendo assim, por meio de um ímã, um microfone e uma antena é possível captar os sinais elétricos. De modo geral, os implantes cocleares externos são de dois tipos: retroauricular, que se encaixa na parte de trás da orelha, e tipo caixa, um dispositivo de formato quadrado.

Quais são as vantagens em usá-lo?

A audição é fundamental para a comunicação e a linguagem. Assim, em crianças com perda auditiva severa, o implante coclear permite o aprendizado e o desenvolvimento normal. Além disso, ter dificuldades auditivas graves atrapalha a confiança e os relacionamentos de uma pessoa. A colocação do implante coclear permite a melhora da autoestima e, assim, uma comunicação mais eficaz no trabalho e em casa.

Quais são as diferenças para o aparelho auditivo?

A função do aparelho auditivo é amplificar um som. Dessa forma, é necessário que a pessoa tenha algum grau de audição para que o som que ela ouve seja amplificado e, assim, seja escutado em maior volume e com qualidade aprimorada.

No entanto, quando uma pessoa não escuta nada, amplificar o som não resolverá o problema. Nesse caso, é recomendado o implante coclear, visto que esse fará o papel de todas as estruturas do ouvido. Isso significa que ele captará o som do ambiente, o transformará em um sinal elétrico para o nervo auditivo e o levará para o cérebro.

Logo, a diferença está basicamente na forma de funcionamento. É preciso que uma pessoa que usa aparelho auditivo tenha as funções do ouvido preservadas, enquanto um indivíduo que usa o implante coclear não necessita de orelha, tímpano, ossos ou cóclea.

Outra diferença importante é a necessidade de cirurgia, que não é preciso no uso de aparelho auditivo. A técnica varia de acordo com o tipo de implante, mas normalmente o paciente é sedado com anestesia geral. Após, é feito um corte de cerca de 4 centímetros atrás da orelha para posicionar os eletrodos.

Na maioria dos casos, o pós-operatório é bastante tranquilo e o paciente recebe alta no mesmo dia. A ativação do implante ocorre cerca de 30 dias depois da cirurgia e, após, inicia-se a fase de adaptação.

Você, ou seu familiar, possui alguma dificuldade auditiva ? Dê o 1º passo – Agende uma demonstração gratuita com nossas soluções para sentir a diferença ?

Conhece alguém que usa implante coclear – saiba que nós podemos deixar sua experiência auditiva ainda melhor – conheça nossos acessórios!

Você pode gostar
Um Aparelho Auditivo Invisível
Aparelho auditivo invisível: conheça as vantagens e como funciona
Tipos de aparelhos auditivos e suas vantagens

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This