Sobre a audição

A importância do fonoaudiólogo para quem tem deficiência auditiva

A deficiência auditiva é a incapacidade parcial ou total de audição, seja ela de nascença ou causada por doenças ou interferência bruta de sons ao longo do tempo. Portanto, ouvir, falar, comunicar-se e entender são desafios diários para o usuário de aparelhos auditivos.

Desenvolver uma vida saudável e prazerosa, em que haja o usufruto de diversas possibilidades, demanda o acompanhamento adequado por um profissional capacitado para solucionar os problemas que podem comprometer a audição.

Então, se você gostaria de saber mais sobre a importância do trabalho do fonoaudiólogo para deficientes auditivos, continue a leitura!

Os níveis de deficiência auditiva

Segundo os profissionais de fonoaudiologia, os níveis de perda auditiva podem ser leve, moderada, severa e profunda. Entretanto, todos diminuem a qualidade da comunicação e precisam de prevenção e tratamento adequado o quanto antes.

1. A perda auditiva leve

A perda auditiva leve abrange os sons fracos e difíceis de escutar. E, entender os sons da fala também se torna complicado, especialmente em ambientes ruidosos.

2. A perda auditiva moderada

Ocorre quando os sons fracos e moderados se tornam difíceis de escutar e o entendimento da fala fica ainda mais comprometido.

3. A perda auditiva severa

A perda auditiva severa exige que conversas sejam conduzidas em voz alta, o que resulta numa grande dificuldade de interação na comunicação em grupo.

4. A perda auditiva profunda

Mesmo um som muito alto, como o da turbina de um avião, não pode ser ouvido. Mesmo com considerável esforço. Independente do diagnóstico, cuidados específicos são imprescindíveis a fim de que o usuário de aparelhos auditivos se adapte à sua (nova) realidade e consiga entender e ser entendido.

Os cuidados necessários com a audição

Os efeitos da deficiência auditiva podem ser minimizados se detectados precocemente.

Identificá-la na infância por meio de testes é possível e isso evita que a perda da audição se transforme em severa.

Em adultos e idosos, além dos casos de dificuldade na comunicação, ainda há o risco de surgirem secreções no ouvido. Também é comum reclamações sobre barulhos ou zumbidos dentro do canal auditivo.

E, se você convive com pessoas idosas com suspeita de perda auditiva, alguns cuidados são fundamentais: evite televisão e música em volume alto e ambientes com múltiplos ruídos para não agravar ainda mais o problema.

Vale lembrar que a paciência e o carinho de todas as pessoas de convívio, nesse momento, são essenciais como suporte de tratamento.

As vantagens do acompanhamento com fonoaudiólogo

O fonoaudiólogo é o profissional apto a orientar sobre o problema identificado e indicar a prótese auditiva adequada, conforme a indicação otorrinolaringológica. Ele orientará e acompanhará a adaptação do aparelho, além de esclarecer eventuais dúvidas quanto aos ajustes deste.

O fonoaudiólogo que se especializa em audiologia é conhecido como audiologista. É o profissional que identifica, avalia, trata e reabilita pessoas com alterações auditivas e/ou do equilíbrio e pode atuar em conjunto com outros profissionais.

As consultas frequentes ajudarão no tratamento e na compreensão da necessidade de promover uma convivência mais harmoniosa entre o usuário de aparelhos auditivos e sua família. E, naturalmente, isso resultará em melhoria na qualidade de vida familiar.

Agora que a importância do fonoaudiólogo para deficientes auditivos ficou clara, vale lembrar que existem aparelhos customizados e personalizados e que garantem muito mais qualidade de vida e conforto para o usuário.

A Audium Brasil pode ajudar com isso! Experimente Ouvir Melhor por 14 dias – Agende uma triagem e Teste Grátis

Você pode gostar
perda auditiva
Como ruídos no ambiente de trabalho podem aumentar a perda auditiva?
como funciona a audição
Afinal, como funciona a audição humana?

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site