Aparelhos auditivos

Saiba o momento certo para trocar de aparelho auditivo

trocar de aparelho auditivo

O aparelho auditivo tem um prazo aproximado de validade, que pode variar de acordo com o modelo, a capacidade da bateria e o número de horas de uso. Por esse motivo, é necessário ter atenção a alguns fatores que indicam ser necessário fazer a substituição, em especial quando utilizado por uma pessoa idosa.

Normalmente, a vida útil gira em torno de seis anos, mas é preciso passar por avaliações de três em três anos, para que o especialista possa avaliar o desgaste natural do aparelho e, também, se houve aumento na perda auditiva do paciente.

Tem dúvidas sobre o momento certo de fazer a troca? Continue a leitura e conheça alguns dos principais sinais de que chegou a hora certa para isso!

Dificuldade de manuseio do aparelho auditivo

Existem diferentes tipos de aparelho auditivo. Esse dispositivo tem como principais objetivos a discrição e o conforto de quem o utiliza. Contudo, em algumas situações, a pessoa pode ter dificuldades em manusear o aparelho que vem utilizando, sendo interessante fazer a troca.

Como são várias as opções disponíveis no mercado, é fácil encontrar um outro modelo que apresente um manuseio mais simples. Porém, vale lembrar que existe uma fase de adaptação e que é importante conversar com um fonoaudiólogo sobre a troca de aparelho auditivo, pois ele é especialista no assunto e pode ajudar o paciente a encontrar o modelo mais adequado.

Aumento do número de manutenções

Esse é um indício bastante claro de que é preciso fazer a troca. Manutenções constantes, muitas vezes em um curto período, demonstram que é hora de fazer a substituição, antes que o aparelho auditivo deixe de funcionar repentinamente.

Mesmo não existindo um limite de tempo exato para trocar o dispositivo, problemas frequentes indicam que sua vida útil já está chegando ao fim.

Diminuição do som

Como já foi colocado, podo ocorrer a evolução da perda auditiva, em especial na terceira idade, e o paciente pode ter a impressão de que o som está mais baixo, pois o aparelho já não atende às suas necessidades. Em situações como essa, é até possível ouvir, mas nem sempre se consegue entender o que o outro diz.

Às vezes, um ajuste em relação ao volume é suficiente para resolver o problema. Porém, quando a compreensão daquilo que se ouve é afetada, é preciso trocar o aparelho auditivo.

Tecnologia ultrapassada

As evoluções tecnológicas são constantes, e os aparelhos mais antigos nem sempre conseguem acompanhar o progresso da tecnologia digital e das programações diferenciadas.

É sempre bom pesquisar sobre as opções mais recentes disponíveis no mercado e considerar trocar de aparelho auditivo quando o atual não oferece recursos que vão facilitar a vida da pessoa que o utiliza.

Lembre-se de que é muito importante garantir a integração dos idosos que fazem uso de aparelho auditivo, pois, às vezes, eles tendem a se isolar. A Audium também pode ajudar nesse sentido, pois conta com o “Programa de Acompanhamento“, garantindo visitas ao fonoaudiólogo para proporcionar a perfeita adaptação e o melhor desempenho dos aparelhos.

Gostou do nosso post? Então conheça agora dicas que vão ajudar a promover a integração dos idosos!

Você, ou seu familiar, possui alguma dificuldade auditiva? Dê o 1o passo. Agende uma demonstração gratuita com nossas soluções e sinta a diferença!

Você pode gostar
mapeamento de fala
Mapeamento de fala: quais são as vantagens de fazer?
sintomas da perda auditiva infantil e a importância do diagnostico
Perda auditiva infantil: sintomas e a importância do diagnóstico precoce

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This