Aparelhos auditivos

Perda auditiva infantil: sintomas e a importância do diagnóstico precoce

sintomas da perda auditiva infantil e a importância do diagnostico

Você sabe identificar a perda auditiva infantil? Conhecer os sintomas é fundamental para ter um diagnóstico precoce, buscar tratamentos adequados e garantir o desenvolvimento da criança.

As causas dos distúrbios auditivos nos pequenos são diversas. Fatores como gravidez de alto risco, hereditariedade, meningite, sarampo, catapora, otites de repetição e alguns medicamentos podem afetar a audição temporariamente ou definitivamente.

Quer descobrir se seu filho sofre com problemas auditivos? Continue a leitura, veja os principais sintomas e entenda a importância de conseguir diagnóstico o quanto antes.

Quais são os sintomas da perda auditiva infantil?

Reconhecer os primeiros sinais nem sempre é uma tarefa fácil. Normalmente, os pais só conseguem perceber que há algo errado com a criança quando ela começa a desenvolver a fala e a escrita.

No caso da perda auditiva congênita, teste da orelhinha é fundamental, para identificar anomalias no trato auditivo do recém-nascido. Entretanto, quando o distúrbio é manifestado aos poucos, é essencial ficar atento aos sintomas a seguir.

Dificuldade para ouvir e responder quando indagado

Nos primeiros meses de vida, o bebê já esboça reações aos estímulos sonoros: ruídos fortes tendem a despertar a criança e sons altos provocam reflexos como pestanejar ou maior abertura dos olhos.

Entre 3 e 4 meses, a criança começa a procurar a origem dos sons. Até os 15 meses, ela é capaz de cumprir ordens, imitar barulhos e tem um vocabulário de, aproximadamente, 5 palavras.

Portanto, se seu filho não responde quando você o chama, é um sinal de alerta. Se ele olha para você com muita intensidade, pode indicar que escutar é uma atividade que exige muito esforço e ele precisa de pistas visuais para compreender a mensagem. Tenha atenção também se a criança repete com frequência os termos como “o que” e “hã”, pode ser apenas uma distração, mas pode também sugerir a presença de alguma perda auditiva.

Atraso na fala

A habilidade de se comunicar é desenvolvida com base na observação. A criança aprende a falar ao ouvir as pessoas e o ambiente. Se ela não ouve, terá dificuldade de reproduzir os sons e se expressar por meio de palavras.

Por isso, quando você notar um atraso na fala, ou seja, a demora para balbuciar os primeiros vocábulos, como mama e papa, pode ser sinal de algum distúrbio auditivo.

Televisão em um volume muito alto

Todos os membros da família estão compreendendo bem os sons da televisão, mas a criança pede para aumentar o volume de forma exagerada? Isso pode ser indício de que o pequeno está com dificuldade para escutar a TV. Além disso, é importante observar se a criança também aumenta o tom da própria voz.

Desatenção

Esse sintoma é facilmente percebido, principalmente quando a criança está em idade escolar. O rendimento cai, ela se distrai facilmente e tem muita dificuldade de concentração — e não poderia ser diferente. Se a pessoa não escuta bem, o processo de aprendizagem pode ser mais árduo e gera um cansaço na criança. Geralmente as professoras percebem e auxiliam os pais.

Qual é a importância do diagnóstico precoce?

Quanto mais cedo a deficiência auditiva for detectada, mais rápido a criança poderá iniciar o tratamento e retomar o processo de evolução cognitiva. É na primeira infância — até os 6 anos — que o ocorre o desenvolvimento social, emocional e de linguagem do indivíduo.

O período mais intenso ocorre nos 3 primeiros anos de vida. Afinal de contas, o cérebro infantil atinge 87% do tamanho que terá no futuro aos 3 anos. Nesse período, as vozes dos pais, os brinquedos musicais e todos os estímulos sonoros têm papel fundamental para o progresso da criança.

Por essa razão, tenha atenção aos primeiros sintomas para fazer o diagnóstico antes que a perda auditiva comprometa o desenvolvimento, principalmente da fala. Atualmente, existem aparelhos auditivos pediátricos que vão melhorar a qualidade de vida da criança e garantir de ela se desenvolva normalmente.

A perda auditiva infantil causa prejuízos nas habilidades cognitivas dos pequenos. Sendo assim, ao identificar os primeiros sintomas no seu filho, procure um especialista para fazer o diagnóstico o quanto antes. Com o tratamento adequado, a criança conseguirá se desenvolver normalmente e manter uma vida feliz.

Gostou do conteúdo? Então veja também o que fazer quando temos suspeita de uma perda auditiva. Afinal, entender o problema é o essencial antes de buscar uma solução.

Você, ou se familiar, possui alguma dificuldade auditiva? Agende uma triagem e faça uma demonstração gratuita com nossas soluções – 0800 011 1000.

Você pode gostar
amplificadores e aparelhos auditivos
Amplificadores e Aparelhos Auditivos: entenda as principais diferenças entre eles
aparelhos auditivos Phonak Marvel
Conheça a linha de aparelhos auditivos Phonak Marvel e seus diferenciais!

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This